Rupture Disk
O primeiro fabricante de disco de ruptura, líder por mais de 80 anos no mercado de dispositivos de alívio de pressão.
Disco de Ruptura Convencional Sólido

Disco de Ruptura Convencional Sólido

Selecione um tópico:
Benefícios
Como funciona o disco de ruptura convencional sólido
Faixas de Fabricação Padrão
Tolerância de Ruptura
Especificações
Requisitos dos Alojamentos
Revestimentos
Discos de Ruptura BV para Vácuo
Discos de Ruptura BR para Baixas Pressões
Uso em temperaturas Baixas ou Elevadas
Alojamentos para Discos de Ruptura Modelo B

Benefícios

Os painéis podem ser fornecidos com os acessórios que seguem:

  • Sensor elétrico de alerta de abertura
  • Invólucro com travamento
  • Invólucro selado para atmosferas corrosivas
  • Refechamento ativado

Como funciona o disco de ruptura convencional sólido

Na medida em que a pressão de processo aumenta, a espessura na parte central do disco de ruptura convencional se reduz ao ponto de se romper quando é atingida a pressão de ruptura. Segmentos metálicos do disco, de maneira não uniforme, se dobram contra as paredes do alojamento oferecendo uma abertura completa. O Limite de Resistência à Tração determina o ponto de ruptura no disco convencional.

Faixas de Fabricação Padrão

Quando você faz um pedido de disco de ruptura, uma faixa de fabricação é automaticamente estabelecida para a pressão de ruptura especificada. A tabela que segue estabelece as faixas de fabricação padrão. A faixa de fabricação elimina a necessidade de o fabricante estocar todas as espessuras possíveis de chapa de todos os materiais (aproximadamente 100.000 espessuras) para se fabricar todas as pressões de ruptura.

Por exemplo, se você pedir um disco de ruptura modelo B para romper com 80 psig, a BS&B enviará a ordem de fabricação para a fábrica com faixa de fabricação padrão (+9%,-5%), ou seja, 75 a 89 psig. A BS&B tentará ajustar o disco com a pressão de ruptura de 80 psig, mas poderá embarcar o disco se a média do lote estiver entre 75 e 89 psig. Estabelecida a pressão de ruptura média do lote (78 psig, por exemplo), aplica-se a tolerância de ruptura de ±5%.

As faixas de fabricação padrão mostradas na tabela que segue podem ser reduzidas em 1/2 (meia faixa) ou 1/4 (um quarto de faixa) com custos adicionais. Para Discos de Ruptura em Hastelloy C-276 (Alloy C-276) aplicam-se faixas de fabricação padrão ou 1/2 (meia faixa).

Faixas de Fabricação Padrão para Discos de Ruptura Convencionais Sólidos Antes da Marcação do Disco

Pressão de Ruptura Desejada Amostras de Teste Devem Romper Dentro Destes Limites (psig)
PSIG
Mais
Menos
2 1/2 -- 3 1/2
1
1
4 -- 6
2
1
7 -- 10
2
1
11 -- 16
3
2
17 -- 25
4
2
26 -- 40
5
3
41 --65
6
4
66 -- 100
9
5
101 -- 150
12
6
151 -- 200
16
9
201 -- 350
23
12
351 -- 500
30
15
501 & acima
6%
3%

Tolerância de Ruptura

Tolerância de ruptura é a máxima variação esperada da pressão de ruptura gravada na plaqueta.

Tolerância de Ruptura Normal para Discos de Ruptura Metálicos Modelo B:

Marked Rupture Pressure (psig) Expected Rupture Tolerance
2 ≤ Pressão ˂ 15 ± 1.5 psig
15 ≤ Pressão ˂ 40 ± 2.0 psig
Pressão ≥ 40 ± 5 %

Pressões de Ruptura Máximas e Mínimas para Discos Modelo B a 22°C (PSIG)

Os discos de ruptura da BS&B que seguem são padrão. Aqueles fabricados com materiais mais comuns são disponíveis com entrega rápida. Discos com pressões de ruptura mais altas ou mais baixas que as listadas e outros materiais estão disponíveis em ordens especiais. Materiais especiais: Platina, Titânio, Hastelloy C-276. Antes de especificar qualquer disco, veja as seções acima no que se refere à faixa de fabricação e tolerância de ruptura.

Selecione a dimensão apropriada do disco e verifique as pressões de ruptura Mínima e Máxima na tabela:

1/2"1"1 1/2" 2"
3"4"6" 8"
10"12"14" 16"
18"20"24" 30-44"

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B e BV 1/2"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima 1 ou 2 Lados Temp. Máxima FEP
Alumínio 80 1500 235 380 1500 121 °C
Níquel/ Alloy 200 280 20,000 500 600 6000 204 °C
Monel / Alloy 400 340 25,000 500 600 6000 204 °C
Inconel / Alloy 600 440 30,000 790 790 10,000 204 °C
Inóx. 316 SS 625 30,000 820 910 10,000 204 °C

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 1"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima 1 ou 2 Lados Temp. Máxima FEP
Alumínio 40 1000 90 140 1000 121 °C
Níquel/ Alloy 200 145 8000 195 245 3000 204 °C
Monel / Alloy 400 175 10,000 225 275 3000 204 °C
Inconel / Alloy 600 I225 12,000 275 325 5000 204 °C
Inóx. 316 320 12,000 370 420 5000 204 °C
Hastelloy C-276
/Alloy C-276
400 12,000 450 500 5000 204 °C

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 1 1/2"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima
1 ou 2 Lados
Temp. Máxima FEP
Alumínio 26 750 60 95 700 121 °C
Níquel/ Alloy 200 95 6000 130 165 2000 204 °C
Monel / Alloy 400 115 6000 150 185 2000 204 °C
Inconel / Alloy 600 150 6000 185 220 3400 204 °C
Inóx. 316 210 6000 245 280 3400 204 °C
Hastelloy C-276
/Alloy C-276
263 6000 298 333 3400 204 °C

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 2"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima 1 ou 2 Lados Temp. Máxima FEP
Alumínio 16 570 40 64 500 121 °C
Níquel/ Alloy 200 55 4000 79 105 1300 204 °C
Monel / Alloy 400 67 4500 91 115 1300 204 °C
Inconel / Alloy 600 87 6000 110 135 1800 204 °C
Inóx. 316 120 6000 145 170 1800 204 °C
Hastelloy C-276
/Alloy C-276
150 6000 175 200 1800 204 °C

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 3"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima 1 ou 2 Lados Temp. Máxima FEP
Alumínio 12 460 26 40 400 121 °C
Níquel/ Alloy 200 41 2500 55 69 900 204 °C
Monel / Alloy 400 49 3200 63 77 900 204 °C
Inconel / Alloy 600 63 400 77 91 1500 204 °C
Inóx. 316 90 6000 105 120 1500 204 °C
Hastelloy C-276
/Alloy C-276
113 6000 128 142 1500 204 °C

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B, BV, BR, BRV, BRS 4"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima 1 ou 2 Lados Temp. Máxima FEP
Alumínio 9 360 20 31 325 121 °C
Níquel/ Alloy 200 31 1900 42 53 650 204 °C
Monel / Alloy 400 37 2400 48 59 650 204 °C
Inconel / Alloy 600 48 3000 59 70 1100 204 °C
316 SS 68 6000 79 90 1100 204 °C
Hastelloy C-276
/Alloy C-276
85 6000 96 107 1100 204 °C

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 6"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima 1 ou 2 Lados Temp. Máxima FEP
Alumínio 7 275 15 23 240 121 °C
Níquel/ Alloy 200 23 1400 31 39 500 204 °C
Monel / Alloy 400 28 1800 36 44 500 204 °C
Inconel / Alloy 600 36 2200 44 52 800 204 °C
Inóx. 316 51 3600 59 67 800 204 °C
Hastelloy C-276
/Alloy C-276
64 3600 72 80 800 204 °C

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 8"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima 1 ou 2 Lados Temp. Máxima FEP
Alumínio 5 205 11 17 180 121 °C
Níquel/ Alloy 200 18 1100 24 30 375 204 °C
Monel / Alloy 400 22 1450 28 34 375 204 °C
Inconel / Alloy 600 28 1700 34 40 600 204 °C
Inóx. 316 40 2100 46 52 600 204 °C
Hastelloy C-276
/Alloy C-276
50 3600 56 60 600 204 °C

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 10"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima 1 ou 2 Lados Temp. Máxima FEP
Alumínio 4 165 9 14 135 121 °C
Níquel/ Alloy 200 14 800 19 24 300 204 °C
Monel / Alloy 400 17 1150 22 27 300 204 °C
Inconel / Alloy 600 22 1400 27 32 500 204 °C
Inóx. 316 30 1400 35 40 500 204 °C

Discos Metálicos Sólidos: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV12"

Material do Disco Discos sem Revestimento Discos Revestidos com FEP
Pressão Mínima Pressão Máxima Pressão Mínima
1 Lado
Pressão Mínima
2 Lados
Pressão Máxima 1 ou 2 Lados Temp. Máxima FEP
Alumínio 4 140 8 12 110 121 °C
Níquel/ Alloy 200 12 670 16 20 250 121 °C
Monel / Alloy 400 15 960 19 23 250 121 °C
Inconel / Alloy 600 19 1000 23 27 400 204 °C
Inóx. 316 27 1000 31 35 400 204 °C

DISCOS METÁLICOS SÓLIDOS: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 14"

Material do Disco Discos sem Revestimento
Pressão Mínima Pressão Máxima
Alumínio 3 125
Níquel/ Alloy 200 11 570
Monel / Alloy 400 13 750
Inconel / Alloy 600 17 750
Inóx. 316 23 750

DISCOS METÁLICOS SÓLIDOS: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 16"

Material do Disco Discos sem Revestimento
Pressão Mínima Pressão Máxima
Alumínio 3 105
Níquel/ Alloy 200 9 410
Monel / Alloy 400 11 500
Inconel / Alloy 600 15 500
Inóx 316 20 500

DISCOS METÁLICOS SÓLIDOS: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 18"

Material do Disco Discos sem Revestimento
Pressão Mínima Pressão Máxima
Alumínio 3 95
Níquel/ Alloy 200 8 445
Monel / Alloy 400 10 475
Inconel / Alloy 600 13 475
Inóx 316 18 475

DISCOS METÁLICOS SÓLIDOS: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 20"

Material do Disco Discos sem Revestimento
Pressão Mínima Pressão Máxima
Alumínio 2
85
Níquel/ Alloy 200 8 400
Monel / Alloy 400 9 450
Inconel / Alloy 600 12 450
Inóx 316 16 450

DISCOS METÁLICOS SÓLIDOS: Modelos B, BV, BR, BRV, BRSV 24"

Material do Disco Discos sem Revestimento
Pressão Mínima Pressão Máxima
Alumínio 2 71
Níquel/ Alloy 200 37 145
Inóx 316 60 230

Consulte a BS&B para Discos de Ruptura de 30"a 40"

Requisitos do Alojamento

O disco de ruptura Modelo B deve ser usado em conjunto com os alojamentos BS&B modelos FA, SA, SF, UA ou outros modelos recomendados e fabricados pela BS&B. A substituição do disco de ruptura ou do alojamento por item não fabricado pela BS&B pode não somente afetar as características de abertura e pressão de ajuste do disco de ruptura bem como extinguirá a garantia do produto oferecida pela BS&B.

Revestimentos com películas (lining) por pintura (coating)

  1. Todos os revestimentos por películas passam por testes de continuidade para assegurar a isenção de poros ou descontinuidades.
  2. Anéis de proteção são requeridos para discos metálicos sólidos com revestimento nos dois lados com películas de fluorpolímero. Exceção feita para discos de alumínio. Especifique o modelo BR, BRV ou BRSV.

Especificações do revestimento com película (lining):

Películas:

Materiais Padrão: FEP (fluoropolymer)
Temperatura Máxima: 204°C (400°F)
Material Especial: TFE (fluoropolymer)
Temperatura Máxima: 260°C (500°F)

Pintura (coatings):Vinilite, um retardante de corrosão para discos metálicos, pode ser aplicado em um ou nos dois lados do disco.
Temperatura Máxima: 66°C (150°F).

Discos Modelo BV para Aplicações com Vácuo

Se a contrapressão no lado convexo (atmosférico) do disco exceder a pressão aplicada no lado côncavo (processo) do disco, o uso de um suporte para vácuo pode ser requerido. Os suportes não são requeridos para todos os discos. Veja a tabela que segue.

Onde a condição é: Vácuo Total 2/3 de Vácuo 1/3 Vácuo
Pressão Absoluta é: 0 psia5 psia 10 psia
Contra Pressão é: 14.7 psi 9.7 psi 4.7 psi

 

Material do Disco de Ruptura é: E a pressão de ajuste do disco for menor que:
Alumínio 450 psig360 psig 270 psig
Prata 700 psig560 psig 420 psig
Níquel 1200 psig960 psig 720 psig
Monel 1200 psig960 psig 720 psig
Inconel 1200 psig960 psig 720 psig
Inóx. 316 1200 psig960 psig 720 psig

Disco de Ruptura BR: quando a Pressão de Ruptura do Disco está Próxima das Pressões Mínimas de Catálogo

Se a pressão de ajuste de um disco de ruptura modelo B estiver próxima da pressão mínima de catálogo, o disco de ruptura será fabricado de uma chapa fina. Assim sendo, faz-se necessário o uso de um anel de proteção.

Considere o uso do anel de proteção tipo BR quando pressão de ruptura do disco for menor do que as listadas na tabela que segue.

Todas as pressões estão em psig.

Dimensão do Disco (in) Material do Disco
Alumínio Níquel Alloy 200 Monel Alloy 400 Inconel Alloy 600 SS316
1 260 1100 1450 1800 2100
1 1/2 173 733 967 1200 1400
2 104 440 580 720 840
3 73 309 407 506 590
4 57 241 318 395 461
6 43 181 238 296 345
8 33 138 181 225 263
10 25 107 141 175 204
1 22 92 121 150 175
14 19 79 104 129 150
16 17 69 91 113 131
18 15 61 81 100 117
20 13 55 73 90 106
24 10 46 60 75 88

Uma vez que a região de assentamento do disco deve estar isenta de qualquer deformidade e de quaisquer partículas estranhas que possam se alojar nas faces de contato entre disco e alojamento, um anel metálico resistente, feito com chapa de maior espessura, dever ser montado em ambos os lados do disco de ruptura a fim de oferecer maior rigidez e proteção. Quando é usado um anel de proteção o disco de ruptura é chamado BR. Quando dois anéis são usados o disco de ruptura é chamado BRR. Se o suporte para vácuo é requerido, então o anel de proteção BR é aplicado somente no lado atmosférico do disco. Neste caso o disco de ruptura é chamado de BRV.

Um anel de reforço pode prover resistência estrutural para o disco de ruptura eliminando a necessidade do suporte para vácuo. Veja na tabela que segue quando um disco BR pode ser usado em substituição ao BRV.

Quando o Anel de Reforço Resistirá ao Vácuo Total
Pressões de ruptura mínimsa nas quais os discos de ruptura modelo B e BR com anéis de reforço adequados suportarão vácuo total.

Material do Disco Psig
Alumínio 200
Prata 300
Níquel/ Alloy 200 500
Monel / Alloy 400 500
Inconel / Alloy 600 500

Anel BR:

Material Padrão: SS316
Materiais Especiais: Inconel, Monel, Níquel
Hastelloy B e C276, Titânio e Tântalo.
Anel em alumínio é padrão para discos de ruptura em alumínio.

Em grande parte das aplicações envolvendo vácuo, é usado o termo “vácuo comercial”. Se o caso for de altíssimo vácuo – da ordem de mícron – a região de assentamento do disco pode requerer o uso de uma junta de vedação no lado de entrada do disco. O conjunto do disco de ruptura com suporte e junta de vedação é denominado BSV. Se um anel é também montado no lado atmosférico do disco de ruptura, o conjunto é denominado BRSV. Graxa de vácuo pode também ser aplicada na face de montagem da junta de vedação a fim de melhorar a condição de estanqueidade quando de aplicações de alto vácuo.

Juntas de Vedação:
Materiais Padrão: Alumínio ou fluoropolymer
Materiais Especiais: Prata ou Níquel

Aplicações em Baixas ou Altas Temperaturas

Fatores de correção de temperatura devem ser utilizados para determinar a pressão de ruptura a altas ou baixas temperaturas com relação aos valores obtidos em temperatura ambiente.

A Tabela de Correção de Temperatura é aplicável somente ao Disco de Ruptura modelo B da BS&B e não poderá ser usado para discos de ruptura compostos modelo D ou discos de ruptura reversos. Os dados utilizados para a obtenção da tabela foram obtidos de fontes confiáveis, entretanto a BS&B não garante os valores nem assume a responsabilidade por qualquer uso que os valores forem empregados.

Os fatores de correção de temperatura estão informados na condição “de porcentagem da pressão de ruptura a 22ºC” Os valores são aproximados e estão baseados em discos metálicos nas temperaturas listadas.

Quando for selecionar discos de ruptura B para uso em altas ou baixas temperaturas verifique as condições de instalação sempre que possível a fim de determinar a temperatura real. Assim, você poderá especificar o disco de ruptura com uma melhor precisão de ruptura.

Temperaturas Máximas Recomendadas para Discos de Ruptura Metálicos Modelo B

Alumínio 121 °C
121°C
Prata 121 °C
121°C
Níquel/ Alloy 200 750 °F
399 °C
Monel / Alloy 400 900 °F
482 °C
Inconel / Alloy 600 1100 °F
593 °C
Inox 316 900 °F
482 °C
Hastelloy C-276/
Alloy C-276
900 °F
482 °C

Como Utilizar a Tabela de Correção de Temperatura

Para determinar a pressão de ruptura estimada de um disco em uma temperatura diferente da ambiente multiplique a pressão de ruptura à temperatura ambiente pelo fator de correção encontrado. LEMBRE QUE AS TEMPERATURAS DA TABELA ESTÃO EM GRAUS FARENHEIT (ºF).

EXEMPLO
Qual é a pressão de ruptura a 260ºC (500ºF) para um disco de níquel com pressão de ruptura de 300 psig a 22ºC (72ºF)?

  1. Consulte a tabela. O fator de correção para disco de níquel a 500ºF é 86%.
  2. Multiplique a pressão de ruptura do disco a 22ºC (72°F) pelo fator de correção: 300 (psig) X 0.86 = 258 (psig).

A pressão de ruptura de um disco de níquel que rompe com 300psig a 22ºC quando exposto a 260ºC (500ºF) será 258psig.

Tabela de Fatores de Correção de Temperatura Somente para Discos de Ruptura Modelo B

FATORES DE CORREÇÃO DE TEMPERATURA EM % RELACIONADOS À PRESSÃO DE RUPTURA A 22ºC (72ºF)
TEMP. DO DISCO (ºF) DISCO DE RUPTURA METÁLICO
ALUMÍNIO PRATA NÍQUEL/ ALLOY 200 MONEL/ ALLOY 400 INCONEL/ ALLOY 600 316 SS
-423 170 164 165 155 132 200
-320 152 152 144 140 126 181
-225 140 141 126 129 120 165
-200 136 138 122 126 118 160
-150 129 130 116 123 115 150
-130 127 126 116 121 114 145
-110 122 123 115 120 113 141
-100 120 122 115 119 112 139
-90 120 121 114 118 112 136
-80 120 120 114 117 111 134
-70 119 120 113 116 110 132
-60 119 119 112 115 110 130
-50 119 118 112 114 109 128
-40 118 117 111 113 108 125
-30 117 115 110 112 108 123
-20 116 112 109 111 107 121
-10 115 110 108 110 106 118
0 114 108 107 109 105 116
10 113 107 106 108 105 114
20 111 105 105 106 104 112
30 110 104 104 105 103 110
40 108 103 103 104 102 107
50 106 102 102 103 102 105
60 103 101 101 101 101 103
72 100 100 100 100 100 100
80 100 100 100 99 100 99
90 99 99 99 98 99 98
100 98 99 99 97 99 96
110 97 98 98 96 99 95
120 97 98 98 95 98 94
130 96 97 97 95 98 93
140 95 96 97 94 98 92
150 94 95 96 93 97 91
160 93 94 96 93 97 90
170 92 93 96 92 97 90
180 90 92 95 92 96 89
190 89 91 95 91 96 89
200 88 90 95 91 95 88
210 87 89 94 90 95 88
220 85 87 94 90 95 87
230 84 86 94 89 95 87
240 82 85 94 89 95 86
250 81 84 93 89 95 86
260 - - 93 88 94 86
270 - - 93 88 94 85
280 - - 93 88 94 85
290 - - 93 87 94 84
300 - - 93 87 94 84
300 - - 93 87 94 84
310 - - 92 87 94 84
320 - - 92 86 94 83
330 - - 92 86 94 83
340 - - 92 86 94 83
350 - - 91 85 93 82
360 - - 91 85 93 82
370 - - 91 85 93 82
380 - - 91 85 93 82
390 - - 90 84 93 81
400 - - 90 84 93 81
410 - - 90 84 93 81
420 - - 90 84 93 81
430 - - 89 84 93 81
440 - - 89 83 93 80
450 - - 89 83 93 80
460 - - 88 83 93 80
470 - - 88 83 93 80
480 - - 87 83 93 80
490 - - 87 82 94 80
500 - - 86 82 94 79
520 - - 85 82 94 79
540 - - 84 82 94 79
560 - - 83 81 94 79
580 - - 82 81 94 78
600 - - 81 81 94 78
620 - - 79 80 94 77
640 - - 78 80 94 77
660 - - 77 79 93 77
680 - - 76 79 93 76
700 - - 75 78 93 76
720 - - 73 77 93 76
740 - - 72 77 93 76
760 - - - 76 93 75
780 - - - 76 93 75
800 - - - 75 92 75
820 - - - 75 92 75
840 - - - 75 92 75
860 - - - 74 92 75
880 - - - 74 91 74
900 - - - 73 91 74
920 - - - - 90 -
940 - - - - 89 -
960 - - - - 88 -
980 - - - - 87 -
1000 - - - - 86 -
1020 - - - - 85 -
1040 - - - - 85 -
1060 - - - - 84 -
1080 - - - - 83 -
1100 - - - - 82 -

Alojamentos para Discos de Ruptura

Tipo QUIK-SERT ou TIPO UNIÃO

O alojamento tipo QUIK-SERT reduz o tempo de parada e assegura o assentamento correto do disco de ruptura.

Os alojamentos perfurados da BS&B são normalmente compatíveis com flanges de processo (ASA) e conexões flangeadas utilizadas em grande parte dos vasos de pressão. Os alojamentos possuem assentamento angular para acomodar perfeitamente os discos de ruptura BS&B modelo B.

O QUIK-SERT da BS&B tem diâmetro externo reduzido e faces de flange planas (FA-7R) que se encaixa entre os estojos (prisioneiros) de dois flanges padrão ANSI (ASA). O alojamento e disco de ruptura são pré-montados na oficina para depois serem levados ao campo para assegurar uma montagem correta do disco. O alojamento pode ser removido da tubulação sem que seja necessária a retirada da tubulação de descarga.

Os alojamentos tipo união são empregados quando o espaço é reduzido e onde a substituição do disco de ruptura é freqüente ou deve ser rápida. Dimensões padrão são 1/2”, 1", 1.1/2” e 2". Os alojamentos união da BS&B contemplam o assentamento angular e montam os discos de ruptura metálicos modelo B.